O Bandoleirismo nas antigas capitanias de Minas Gerais e de Pernambuco

América Portuguesa, século XVIII

Authors

  • Rodrigo Leonardo de Sousa Oliveira Instituto Federal Catarinense, Campus Camboriú (Estado de Santa Catarina, Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.12797/SI.15.2016.15.11

Keywords:

Portuguese America, banditry, Good Law Reason, collective violence, stronghold of bandolier domination

Abstract

THE “BANDOLEIRISMO” IN THE OLD CAPTAINCIES OF MINAS GERAIS AND OF PERNAMBUCO (PORTUGUESE AMERICA, 18TH CENTURY)

The objective of this work is to present the main results of our research on the universe of “bandoleirismo” in ancient Portuguese America, mainly in the captaincies of Minas Gerais and Pernambuco in the 18th century. In the end, we will defend the premise that the agglomeration of these bandits in their respective localities was due, among other factors, to the impacts of the famous “Law of Good Reason” (attempt to break with the centralist ideals of the Crown).

References

Anastasia Junho, C.M. (1989), “Potentados e bandidos: os motins do São Francisco”, Varia Historia, nº 9, Belo Horizonte, pp. 74‑85.

Anastasia Junho, C.M. (1997), “Extraordinário potentado: Manuel Nunes Viana e o motim de Barra do Rio das Velhas”, Lócus, v. 3, nº 1, Juiz de Fora, pp. 98‑107.

Anastasia Junho, C.M. (1998), Vassalos e rebeldes: violência coletiva nas Minas na primeira metade do século XVIII, Companhia da Arte, Belo Horizonte.

Anastasia Junho, C.M. (2002), “A Lei da Boa Razão e o novo repertório da ação coletiva nas Minas setecentistas”, Varia Historia, nº 28, Belo Horizonte, pp. 29‑38.

Anastasia Junho, C.M. (2005), A geografia do crime: violência nas minas setecentistas, Ed. UFMG, Belo Horizonte.

Anastasia Junho, C.M. (2008), Um exercício de auto‑subversão: rebeldes e facinorosos na Sedição de 1736, em: Resende, M., Efigênia, L. de, Vilalta, Luiz C., História de Minas Gerais, Autêntica, Belo Horizonte, v. l, pp. 567‑584.

Boschi, C. (1998), Fontes primárias para a História de Minas Gerais em Portugal, Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte.

Cunha Chagas da, E.M. (2013), Sertão, sertões: colonização, conflitos e História Indígena em Pernambuco no período pombalino, 1759‑1798, Dissertação (mestrado do Programa de Pós‑Graduação em História Social da Cultura Regional) – UFRPE, Recife.

Silva Nonata da, C. (2007), Territórios de mando: banditismo em Minas Gerais, século XVIII, Editora Crisálida, Belo Horizonte.

Silva Vanderlei , K. (2005), “As representações do sertão no imaginário barroco açucareiro entre os séculos XVI e XVIII”, em: Simpósio Nacional De História, 23

Silva, Kalina Vanderlei. As representações do sertão no imaginário barroco açucareiro entre os séculos XVI e XVIII. SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 23, 2005, Londrina. Anais… História: guerra e paz. Londrina: ANPUH, 2005. CD‑ROM.

Downloads

Published

2016-12-30

How to Cite

de Sousa Oliveira, Rodrigo Leonardo. 2016. “O Bandoleirismo Nas Antigas Capitanias De Minas Gerais E De Pernambuco: América Portuguesa, século XVIII”. Studia Iberystyczne 15 (December):135-46. https://doi.org/10.12797/SI.15.2016.15.11.

Issue

Section

Representações da violência nas culturas coloniais e pós-coloniais de língua por