A manutenção da perspetiva clássica sobre a linguagem como empecilho para os estudos morfológicos

Authors

DOI:

https://doi.org/10.12797/SI.13.2014.13.22

Keywords:

philosophy of linguistics, morphology, inflection and derivation, naturalization, protocol sentence

Abstract

THE MAINTENANCE OF THE CLASSICAL PERSPECTIVE ON LANGUAGE AS AN OBSTACLE TO THE MORPHOLOGICAL STUDIES

We see, in linguistics, the predominance of Greco‑Latin tradition on language studies. The scientists, prisoners to the tradition, cannot see the language from other perspectives. Using two examples in the morphology of the attitude of the linguists (the distinction inflection/derivation and the word classes), we intend to characterize two processes in linguistic research that has prevented the development of morphological studies: the naturalization of grammar and its use as “protocol sentence”.

References

Borges Neto, J. (2004), Ensaios de Filosofia da Linguística, Parábola, São Paulo.

Borges Neto, J. (2011), “Morfologia: conceitos e métodos”, em: Lima, M.A.F., Alves Filho, F., Costa, C.S.C. (org.), Colóquios linguísticos e literários: enfoques epistemológicos, metodológicos e descritivos, Edufpi, Teresina, pp. 53‑72.

Borges Neto, J. (2012a), “Gramática tradicional e linguística contemporânea: continuidade ou ruptura?”, Todas as Letras, 14, 1, São Paulo, pp. 87‑98.

Borges Neto, J. (2012b), “Flexão e derivação: será que os tratamentos dados a esta distinção não adotam uma perspectiva «enviesada»?”, Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, p. 307‑317. DOI: https://doi.org/10.20396/cel.v54i2.8636608

Borges Neto, J. (2013), A naturalização da gramática tradicional e seu uso protocolar, Conferência proferida no VIII Congresso Internacional da ABRALIN, Natal/RN.

Castilho, A. (2008), Gramática do Português Culto Falado no Brasil, vol. II, Editora da Unicamp, Campinas.

Chapanski, G. (2003), Uma tradução da tékhne grammatiké, de Dionísio Trácio, para o português, Dissertação (mestrado em letras), UFPR, Curitiba.

Gonçalves, C.A. (2011), Iniciação aos Estudos Morfológicos: flexão e derivação em português, Contexto, São Paulo.

Hockett, C.F. (1954), “Two models of grammatical description”, Word, 10 [s. l.], pp. 210‑234. DOI: https://doi.org/10.1080/00437956.1954.11659524

Robins, R.H. (1979), Pequena História da Linguística, Livro Técnico, São Paulo.

Downloads

Published

2014-12-30

How to Cite

Borges Neto, José. 2014. “A manutenção Da Perspetiva clássica Sobre a Linguagem Como Empecilho Para Os Estudos morfológicos”. Studia Iberystyczne 13 (December):273-84. https://doi.org/10.12797/SI.13.2014.13.22.

Issue

Section

Linguística, didática e estudos de tradução