Construções perifrásticas portuguesas dever + infinitivo e ter de/que + infinitivo – um problema didático

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.12797/SI.12.2013.12.04

Palabras clave:

modality, verbal periphrasis, synonymy, polysemy

Resumen

PORTUGUESE VERBAL PERIPHRASIS WITH DEVER AS A TEACHING PROBLEM

This article attempts to highlight the problems in teaching and learning of two Portuguese periphrastic modal constructions. The aforementioned problem is related to polysemy of periphrases with dever and supposed synonymy in specific contexts of those periphrases.

PlumX Metrics of this article

Citas

ALMEIDA, J. de (1980), Introdução ao estudo das perífrases verbais de infinitivo, Ilhpa-Hucitec, Assis–São Paulo.
Google Scholar

AVELAR, A. et al. (1993), Lusofonia Curso Básico de Português Língua Estrangeira, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

AVELAR, A., MARQUES DIAS, H.B. (1995), Lusofonia Curso Avançado de Português Língua Estrangeira, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

BECHARA, E. (2001), Moderna gramática portuguesa, Editora Lucerna, Rio de Janeiro.
Google Scholar

BRANDÃO, C. (1963), Sintaxe clássica portuguesa, Universidade de Minas Gerais, Belo Horizonte.
Google Scholar

CELLI, R. (2002), Passagens – Português do Brasil para Estrangeiros, Pontes, Campinas.
Google Scholar

COIMBRA, I., MATA COIMBRA, O. (2011), Gramática Ativa 1, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

COSTA CAMPOS, M.H. (1995), “Para uma caracterização do marcador modal dever”, Actas do X Encontro da AIL, Lisboa, pp. 93-104, [on-line] http://www.apl.org.pt/docs/actas-10-encontro-apl-1994.pdf – 22.11.2013.
Google Scholar

CUNHA, C., CINTRA, L. (1998), Nova gramática do português contemporâneo, Edições João Sá da Costa, Lisboa.
Google Scholar

Dicionário da Língua Portuguesa, Dicionários Editora, Porto Editora, Porto, 2009.
Google Scholar

DIETRICH, W. (1984), “As perífrases verbais de «modalidade» em português”, en: Herculano de Carvalho, J.G., Schmidt-Radefeldt, J. (orgs.) Estudos de Linguística Portuguesa, vol. 1, Coimbra Editora, Coimbra, pp. 59-90.
Google Scholar

FONTÃO DO PATROCÍNIO, E., COUDRY, P. (2007), Fala Brasil. Português para estrangeiros, Pontes, Campinas.
Google Scholar

GONÇALVES, A. (1994), “Aspectos da reestruturação sintáctica em português europeu: as construções com os verbos modais”, Actas do IX Encontro da AIL, Lisboa, pp. 235-250. Acessível em: http://www.apl.org.pt/docs/actas-09-encontro-apl-1993.pdf – 21.11.2013.
Google Scholar

LEMOS, H. (2004a), Praticar Português. Nível Elementar, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

LEMOS, H. (2004b), Praticar Português. Nível Intermédio, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

MATA COIMBRA, O., COIMBRA, I. (2001), Português sem Fronteiras 2, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

MATA COIMBRA, O., COIMBRA, I. (2009), Novo Português sem Fronteiras 1, Lidel, Lisboa-Porto-Coimbra.
Google Scholar

MATEUS, M.H.M., BRITO, A.M., DUARTE, I., HUB FARIA, I. (2003), Gramática da Língua Portuguesa, Caminho, Lisboa.
Google Scholar

MATTOSO CÂMARA JR., J. (1979), História e estrutura da língua portuguesa, Padrão, Rio de Janeiro.
Google Scholar

MELO ROSA, L. (1998), Vamos lá continuar! Explicações e Exercícios de Gramática e Vocabulário (Níveis Intermédio e Avançado), Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

MELO ROSA, L. (2002), Vamos lá começar! Explicações e Exercícios de Gramática para o Nível Elementar, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

NAZARÉ DE CARVALHO LAROCA, M., BARA, N., CUNHA PEREIRA, S.M. da (2003), Aprendendo Português do Brasil. Um curso para estrangeiros, Pontes, Campinas.
Google Scholar

NEVES, M.H. de M. (2000), “A polisemia dos verbos modais. Ou: falando de ambigüidades”, en: Alfa, São Paulo, pp. 115-145. Acessível em: http://www.seer.fclar.unesp.br/alfa/issue/download/300/48 – 11.11.2013.
Google Scholar

OLIVEIRA, C., COELHO, L. (2007a), Gramática Aplicada. Português Língua Estrangeira. Nível Inicial e Elementar A1, A2 e B1, Texto Editores, Lisboa.
Google Scholar

OLIVEIRA, C., COELHO, L. (2007b), Aprender Português 2, Curso Elementar de Língua Portuguesa para Estrangeiros, Nível B1, Texto Editores, Lisboa.
Google Scholar

OLIVEIRA, F. (1985), “O futuro em português: alguns aspectos temporais e/ou modais”, Actas do I Encontro da AIL, Lisboa, pp. 353-371, [on-line] http://www.apl.org.pt/docs/actas-01-encontro-apl-1985.pdf – 11.11.2013.
Google Scholar

OLIVEIRA, F. (1990), “Modais e Condicionais”, Actas do V Encontro da AIL, Lisboa, pp. 145-161.
Google Scholar

OLIVEIRA, F. (1993), “Questões sobre Modalidade em Português”, Cadernos de Semântica, 15.
Google Scholar

TAVARES, A. (2012), Português XXI. Nível A1, Lidel, Lisboa–Porto–Coimbra.
Google Scholar

VÁZQUEZ CUESTA, P., MENDES DA LUZ, M.A. (1980), Gramática da língua portuguesa, Edições 70, Lisboa.
Google Scholar

VIEGAS, F.J. (2009), Morte no estádio, Bertrand Editora, Ltd., Lisboa (abreviação utilizada: VME).
Google Scholar

Descargas

Publicado

2013-12-29

Cómo citar

Drzazgowska, Joanna. 2013. «Construções perifrásticas Portuguesas Dever + Infinitivo E Ter de/Que + Infinitivo – Um Problema didático». Studia Iberystyczne 12 (diciembre):75-86. https://doi.org/10.12797/SI.12.2013.12.04.

Número

Sección

En torno a la didáctica: Profundizando en la teoría